«

»

set 22

Sepé Tiaraju – Herói da Pátria

22/09/2015

Colaboração Hilton Araldi – Passo Fundo:

Saiba mais sobre Sepé Tiaraju – Herói da Pátria reconhecido em 21/Setembro de 2009

Câmara edita livro sobre o herói nacional Sepé Tiaraju

Organizado pela 1ª Vice-Presidência e publicado pela Edições Câmara, o livro “Sepé Tiaraju: herói guarani, missioneiro, rio-grandense e, agora, herói brasileiro” resgata a história do índio missioneiro que liderou a resistência dos guarani contra a implantação do Tratado de Madri, em 1750.

Em setembro de 2009, o vice-presidente da República, José Alencar, sancionou a Lei 12.032, que inscreveu o nome de Sepé Tiaraju no Livro dos Heróis da Pátria.

Livro dos Heróis Nacionais

O nome de Sepé Tiaraju é a 11ª inscrição no Livro dos Heróis Nacionais. A inscrição marcou a passagem dos 250 anos da morte do índio missioneiro. Desde novembro de 2005, Sepé Tiaraju já constava como herói guarani declarado pela Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 12.032, DE 21 DE SETEMBRO DE 2009.

Inscreve o nome de Sepé Tiaraju no Livro dos Heróis da Pátria.
O VICE – PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no exercício do cargo de PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o Em comemoração aos 250 (duzentos e cinquenta) anos da morte de Sepé Tiaraju, será inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, que se encontra no Panteão da Liberdade e da Democracia, o nome de José Tiaraju, o Sepé Tiaraju, herói guarani missioneiro rio-grandense.

Art. 2o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 21 de setembro de 2009; 188o da Independência e 121o da República.

JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA
João Luiz Silva Ferreira
Saiba mais sobre Sepé em :
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sep%C3%A9_Tiaraju

Contraponto:
http://www.anovademocracia.com.br/no-40/1515-guaranis-desmentem-livros-e-revelam-nova-historia
Em São Luiz Gonzaga há uma estátua de Sepé de autoria do escultor Vinícius Ribeiro. (blog do Vinícius Ribeiro)

Deixe uma resposta