«

»

ago 11

Qual o segredo de Campo Bom, que faz tantas crianças serem tradicionalistas ?

fonte;https://www.estanciavirtual.com.br/single-post/2017/08/11/QUAL-O-SEGREDO-DE-CAMPO-BOM-QUE-FAZ-TANTAS-CRIAN%C3%87AS-SEREM-TRADICIONALISTAS

Patronagem Estância Virtual

 

Buenas moçada, como vão?

 

Sempre nos perguntamos: o que Campo Bom temque os outros municípios não conseguem ter?

 

Por que lá os CTGs sempre tem invernadas mirim e juvenil gigantes?

 

Por que os rodeios lá sempre são muito grandes?

 

E foi assim que decidimos conversar com a Patricia C. Ferreira Scholz, do Departamento Cultural do CTG M’bororé, pedindo explicações do tal segredo da cidade.

O foco não é falarmos de concursos, mas só para ter uma ideia, os CTGs de Campo Bom nos últimos 5 anos, ou foram campeões dos maiores festivais do estado (JUVENART e FESTMIRIM) ou ficaram lá nas cabeças…

Mas então, vamos deixar abaixo a explicação do Projeto, e quem sabe tu aí que esteja lendo, também movimente o teu município e tente iniciar algo parecido para fortalecer nossa cultura junto as crianças e adolescentes.

E dentre tantas conexões, as escolas de Campo Bom abriram, também, seus portões para as entidades tradicionalistas.

“O projeto de implantação da dança gaúcha nas escolas de Campo Bom é de longa data, mas ganhou força a partir da implantação do Programa Acolher (2009) que objetiva acolher, proteger, prevenir e educar, oferecendo atividades de estudo, esporte, cultura e lazer, num ambiente de respeito e cooperação mútua, favorecendo o desenvolvimento de habilidades e valores.

As atividades desenvolvidas com os grupos gaúchos nas escolas da rede municipal de ensino constituem um dos projetos desse programa e objetivam fortalecer a cultura local, promovendo a identificação do aluno com suas raízes, bem como a integração familiar/escolar e consequentemente a sua socialização.

Atualmente, o trabalho é realizado por quatro professores que se dividem entre as 21 escolas do município, sendo que a ideia inicial é fomentar nos alunos o gosto pela cultura gaúcha através da dança.

Os alunos de 5 a 15 anos, que estão frequentando do Pré 2 ao 9º Ano do Ensino Fundamental são convidados pelos professores a participarem do projeto que ocorre semanalmente, no contra turno escolar, com duração de uma ou duas horas, dependendo da faixa etária.

Além da dança, também são trabalhados aspectos culturais como lendas, brincadeiras e brinquedos folclóricos, datas significativas do nosso Estado.

A consolidação do projeto deve-se também ao fato de que em Campo Bom o poder público e as entidades tradicionalistas estabeleceram uma parceria: todo o trabalho desenvolvido nas escolas tem o reconhecimento da comunidade através da apresentação destes grupos nos inúmeros eventos programados e promovidos pela Secretaria de Educação e Cultura e pelos CTGs.

 Entre estes eventos está o Sarau Escolar (em 2017, a 8ª edição), promovido pelo CTG M’Bororé, momento em que os grupos competem entre si, mas sobretudo festejam, se divertem e expressam todo o seu orgulho de ser GAÚCHO.

A integração ESCOLA/CTG, presente há tantos anos no município, desperta em muitas crianças o desejo de querer mais e faz com que muitos alunos passem a integrar os Grupos de Danças dos CTGs.

Cita-se, como exemplo, o CTG M’Bororé que atualmente conta com integrantes oriundos do projeto escolar nos grupos Mirim, Juvenil e Adulto. Os próprios instrutores Júnior Maciel Prates (Grupo Mirim) e Luiz Silva (Grupos Juvenil e Adulto) integraram os grupos de danças das escolas quando alunos da rede municipal de ensino.

Da mesma forma, os CTGs Palanques da Tradição e Guapos do Itapuí contam com a participação de muitas crianças integrantes dos grupos escolares.

Então quando perguntarem: Qual o segredo de Campo Bom? Talvez possamos dizer que existe a consciência de que o poder público e o tradicionalismo, em parceria, podem contribuir para a valorização da cultura e consequentemente para o desenvolvimento da sociabilidade e do sentimento confraternizador das gerações futuras.”

E então moçada, que baita ideia não?

Esta á uma proposta que partiu do Município, através da Secretaria de Educação e Cultura. 

Só pra ter uma ideia, tem integrantes na Invernada Adulta hoje, que começaram no projeto lááá na sua escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>