«

»

jul 03

Prefeitura lança editais de concessão do Parque Harmonia e do trecho 1 da orla do Guaíba

Duas áreas de lazer de Porto Alegre serão administrados pela iniciativa por 35 anos

03/07/2020 | 13:20

Por

Cláudio Isaías
Meta de investimentos no Harmonia é de R$ 57 milhões

Meta de investimentos no Harmonia é de R$ 57 milhões 

fonte:https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/geral/prefeitura-lan%C3%A7a-editais-de-concess%C3%A3o-do-parque-harmonia-e-do-trecho-1-da-orla-do-gua%C3%ADba-1.445065

 

Os editais de concessão do Parque Harmonia e do trecho 1 da Orla do Guaíba foram lançados nesta sexta-feira pela prefeitura de Porto Alegre. As duas áreas, segundo o secretário municipal de Parcerias Estratégicas, Thiago Barros Ribeiro, serão administrados pela iniciativa privada pelo período de 35 anos. A abertura das propostas está marcada para o dia 31 de agosto e a assinatura do contrato deve ocorrer até dezembro deste ano. O prefeito Nelson Marchezan Júnior participou da abertura da videoconferência no Facebook da prefeitura e agradeceu o trabalho das equipes do Executivo municipal no processo.

No caso do Parque Harmonia, a empresa vencedora da concessão será responsável pela recuperação do espaço. A prefeitura estabeleceu uma meta de investimentos de R$ 57 milhões. Não será autorizada a cobrança de ingressos para acesso a área de lazer, berço do tradicionalismo gaúcho. A realização do Acampamento Farroupilha no espaço será uma das obrigações da parceira com a iniciativa privada. Além disso, o local deverá abrigar o Acampamento Indígena e o Rodeio de Porto Alegre, todos gratuitos. No entanto, a concessionária poderá criar outras atrações e eventos temporários para obter rendimentos.

O secretário Thiago Ribeiro afirmou que existem empresas interessadas em participar da concorrência. “A gente só lança um edital quando nós sabemos que há projetos. Mesmo num momento como este, difícil, que gera um conservadorismo dos grupos de investidores eventualmente interessados neste tipo de edital, nós fizemos, sim, várias rodadas de conversa”, detalhou. No trecho 1 da Orla do Guaíba, que já está operando e um dos locais da cidade mais visitado pelo público, a tarefa da empresa privada será principalmente a manutenção do espaço de 1,3 quilômetros – da Usina do Gasômetro até a Rótula das Cuias. A obra que custou R$ 71 milhões foi realizada com recursos obtidos através do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Segundo Ribeiro, o principal objetivo da concessão é alcançar o desenvolvimento do parque, que nos dias atuais tem funcionamento em setembro, no Acampamento Farroupilha, e no restante do ano não é utilizado. Estão previstos investimentos em banheiros, passeio público, melhoria de equipamentos (como a Casa do Gaúcho e o Galpão Crioulo)  e a criação de um espaço de valorização da história do Rio Grande do Sul. O anúncio do edital foi feito pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior e pelo secretário municipal de Parcerias Estratégias, Thiago Ribeiro. A videoconferência contou com a participação do secretário municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Germano Bremm, do diretor-presidente do Instituto Semeia, Fernando Pieroni, e Cláudia Valenzuela, do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops), entidades que colaboraram com a prefeitura na elaboração de editais para a concessão dos dois espaços públicos.

Ao falar sobre o Parque Harmonia, o secretário municipal adjunto da Cultura, Giovani Tubino, propôs a transferência da estátua do Laçador para a Rótula das Cuias. “Trazer o Laçador para perto da Usina do Gasômetro e do Guaíba é uma boa ideia. A ideia é transformar ainda mais turístico este espaço que temos em Porto Alegre”, explicou. Ele defendeu ainda a troca do nome da área de lazer que hoje se chama Parque Maurício Sirotsky Sobrinho para Estância da Harmonia. Ribeiro afirmou que o Executivo ainda estuda se o monumento ficará na avenida dos Estados, próximo do aeroporto Salgado Filho, ou se poderá ser transferido.

Deixe uma resposta