«

»

jan 13

Patronos Espirituais do 66º Congresso Tradicionalista Gaúcho

Na 1ª sessão plenária do Congresso foram escolhidos os nomes de Darcy Pereira da Paixão, nosso querido Paixaozinho, Adelar Bertussi e Raul Pereira Dias, o Tio Raul.

O porto-alegrense cel. Raul Pereira Dias desde cedo admirava os usos e costumes do povo rio-grandense. Talvez algum “gene” herdado de seu avô e de seu pai, tropeiros nos campos de Bagé (seu pai era natural de Aceguá). No MTG exerceu diversas funções e foi secretário geral em três gestões. Durante este período, além de todos os Congressos e Convenções, participou do Conselho Diretor do MTG. Participou, ainda, da atualização do Regulamento do FEGART, em Farroupilha e, por diversos anos, da montagem, organização e execução do festival. Raul e sua esposa, Lucí, também foram encarregados de diversos concursos de prendas, em nível de CTG, regional e estadual. Foi o criador do CONTREG, da 1ªRT. – Nome defendido pelo companheiro Benjamin Feltrim Neto.
 
Adelar Bertussi – Junto com seu irmão Honeyde, Adelar formou a dupla “Irmãos Bertussi” e fez sucesso na música gaúcha, na década de 1950. O dueto de acordeom deu início à moda de baile com duas gaitas em vez de uma só. Sua carreira de músico contou com mais de 70 anos de vida profissional. Entre LPs e CDs, ficaram 50 discos gravados, viajou com shows por diferentes regiões do país. Hoje, Gilney, um dos filhos de Adelar, segue a tradição da família com o grupo Os Bertussi. Adelar realizou mais de seis mil apresentações entre bailes, shows e participações especiais no Brasil e exterior. Possuiu mais de 400 músicas gravadas incluindo folclóricas e regionais do sul, além de músicas populares brasileiras, internacionais e clássicos.
 
Darcy Pereira da Paixão – No mês de setembro/2017, no Eco 193, felizes anunciávamos a homenagem que Santa Maria fazia ao seu ilustre patrono, Darcy Paixão. Mas antes de completar seu patronato da semana farroupilha, “Paixãozinho” partiu. Dia 18 de setembro, aos 82 anos, sorridente e incentivador da juventude, “Seu Paixão” deu seu último adeus. Ele havia sido homenageado no Desfile de 20 de setembro, em 2011, pelo Departamento Tradicionalista Noel Guarany (UFSM), com o tema: “Ilustres Tradicionalistas Santa-marienses”. Foi Coordenador da 9ª Região Tradicionalista (com sede em Cruz Alta), em 1974/1975 e da 13ª RT (com sede em Santa Maria), em 1981/1982, bem como integrante da Junta Fiscal (1987/1988) e do Conselho Diretor do MTG (1991/1992). Publicou nas coletâneas da Associação Santa-mariense de Letras e participa das publicações da Academia Santa-mariense de Letras (ASL) e da Sociedade Partenon Literário (2ª fase), desde a fundação de ambos, onde Ocupa, desde 2006, a Cadeira n° 14 da Academia Santa-mariense de Letras (ASL), cujo Patrono é o escritor João Simões Lopes Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>