«

»

ago 18

Folclore, Dia Internacional – 22/08 parte I

MITOS, LENDAS E CRENDICES

Folclore é o conjunto de tradições e manifestações populares constituído por lendas, mitos, provérbios, danças e costumes que são passados de geração em geração.
A palavra tem origem no inglês, em que “folklore” significa sabedoria popular. A palavra é formada pela junção de folk (povo) e lore (sabedoria ou conhecimento).
O folclore simboliza a cultura popular e apresenta grande importância na identidade de um povo, de uma nação. Para não se perder a tradição folclórica, é importante que as manifestações culturais sejam transmitidas através das gerações.
O folclore é o produto da cultura de um país e por isso cada país tem elementos únicos de folclore. O folclore japonês, por exemplo, está repleto de lendas sobre criaturas misteriosas e sobrenaturais, conhecidas como Yokai ou Youkai (aparições misteriosas).
A UNESCO é uma organização internacional que tenta salvaguardar o patrimônio cultural e sensibilizar o povo para a importância da herança folclórica e necessidade de preservação da cultura popular.
Em sentido figurado, a palavra “folclore” é usada com o significado pejorativo de “mentira”, “invenção”, designando algo fantasioso. Também se refere a determinadas características pitorescas relacionadas com uma pessoa, um acontecimento, um lugar, etc.

MITO
O que é Mito:
Mito são narrativas utilizadas pelos povos gregos antigos para explicar fatos da realidade e fenômenos da natureza, as origens do mundo e do homem, que não eram compreendidos por eles. Os mitos se utilizam de muita simbologia, personagens sobrenaturais, deuses e heróis. Todos estes componentes são misturados a fatos reais, características humanas e pessoas que realmente existiram.
Um dos objetivos do mito era transmitir conhecimento e explicar fatos que a ciência ainda não havia explicado, através de rituais em cerimônias, danças, sacrifícios e orações. Um mito também pode ter a função de manifestar alguma coisa de forma forte ou de explicar os temas desconhecidos e tornar o mundo conhecido ao Homem.
Mito nem sempre é utilizado na simbologia correta, porque também é usado em referência as crenças comuns que não tem fundamento objetivo ou científico. Porem, acontecimentos históricos podem se transformar em mitos, se tiver uma simbologia muito importante para uma determinada cultura. Os mitos têm caráter simbólico ou explicativo, são relacionados com alguma data ou uma religião, procuram explicar a origem do homem por meio de personagens sobrenaturais, explicando a realidade através de suas historias sagradas. Um mito não é um conto de fadas ou uma lenda.
A mitologia é o estudo do mito, das suas origens e significados. Alguns dos mitos mais conhecidos fazem parte da mitologia grega, que exprime a maneira de pensar, conhecer e falar da cultura grega. Fazem parte da mitologia grega os deuses do Olimpo, os Titãs, e outras figuras mitológicas como minotauros e centauros.
Um mito é diferente de lenda, porque uma lenda pode ser uma pessoa real que concretizou feitos fantásticos, como Pelé, Frank Sinatra, etc. Um mito é um personagem criado, como Zeus, Hércules, Hidra de Lerna, Fênix, etc.

LENDA
O que é Lenda:
Lenda é uma narrativa transmitida oralmente pelas pessoas, visando explicar acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais, misturando fatos reais, com imaginários ou fantasiosos, e que vão se modificando através do imaginário popular.
Conforme vão se popularizando, as lendas tendem a ser reproduzidas e registradas em forma de contos e histórias escritas, principalmente em livros.
Etimologicamente, a palavra lenda vem do latim medieval que quer dizer “aquilo que deve ser lido”.
Inicialmente, as lendas contavam histórias de santos, mas estes conceitos foram se transformando em histórias que falam da cultura de um povo e de suas tradições.
As lendas tentam fornecer explicações para todos os acontecimentos e situações, inclusive para coisas que não apresentam explicação científica comprovada, como por exemplo os supostos fenômenos sobrenaturais.
A lenda pode ser explicada como uma degeneração do mito, porque como são repassadas oralmente de geração a geração, vão com o passar do tempo sendo alteradas. Como diz o ditado popular: “quem conta um conto, aumenta um ponto”.
A origem das lendas é baseada em quatro teorias que tenta dar uma resposta: a Teoria Bíblica, com origem nas escrituras; Histórica, com origem a partir das diferentes mitologias, Alegórica, onde diz que todos os mitos são simbólicos, contendo somente alguma verdade moral ou filosófica; e Física, que usa os elementos da natureza como base de todo (água, fogo, terra e ar).

LENDA URBANA
A principal característica das lendas urbanas é a sua contemporaneidade, ou seja, estão relacionadas com acontecimentos atuais ou modernos.
Por norma, as lendas urbanas têm um caráter sensacionalista ou conspiratório, com a intenção de, assim como as lendas clássicas, encontrar respostas para qualquer tipo de informação e acontecimento que não tenha uma explicação científica.
Descubra mais sobre o significado de Teoria da conspiração.
Entre algumas das lendas urbanas que chamaram mais atenção no Brasil, destaca-se: a lenda do Chupa-Cabra, da Loira do Banheiro, do Homem do Saco e a lenda do Boneco do Fofão, por exemplo.
Frequentemente as lendas urbanas são criadas com o objetivo de assustar e causar medo nas pessoas. Se você tem coragem.

LENDAS FOLCLÓRICAS
O Brasil é um país riquíssimo de cultura popular e, uma das características que ajuda a reconhecer este título, é justamente a grande quantidade de lendas folclóricas.
De Norte a Sul, cada região brasileira tem as suas lendas próprias, como a lenda do Saci-Pererê, lenda do Curupira, lenda da Iara, lenda da Caipora, lenda da Mula-sem-Cabeça, do Boto cor-de-rosa, e muitos outros.

Por Cesar Tomazzini
Fonte: Folclore no Brasil, Josué Mattos.
Estudos Rio Grandenses, Geografia, História e Folclore
Lendas do Sul: Simões Lopes Neto.

Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.

Deixe uma resposta