Matheus

Detalhes do autor

Data de registro: abril 20, 2017

Últimos Posts

  1. Sítios — abril 25, 2017
  2. Simplicidade, tradicionalidade e voluntarismo em debate no MTG — janeiro 24, 2017
  3. A Tradição é o Presépio – Por joão Carlos Paixão Cortes — dezembro 27, 2016
  4. O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL MORREU — dezembro 24, 2016
  5. PORQUE O MTG FUNCIONA — dezembro 22, 2016

Listas de posts do autor

abr 25

Sítios

     MTG 1ª REGIÃO Coxixo Gaúcho Conselho Municipal de Cultura de PA OUTRAS REGIÕES DO RGS E ASSOCIAÇÕES MUNICIPAIS: UTV 2ª RT 3ª RT 4ª RT 5ª RT ATS 6ª RT 7ª RT 8ª RT 9ª RT 10ª RT 11ª RT 12ª RT 13ª RT 14ª RT 15ª RT 16ª RT 17ª RT 18ª RT …

Continue lendo »

jan 24

Simplicidade, tradicionalidade e voluntarismo em debate no MTG

24/01/2017 Via MUNDO GAÚCHO O conselheiro benemérito e ex-presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho, Manoelito Carlos Savaris, no 65º Congresso Tradicionalista, realizado de 13 a 15 de janeiro em Bento Gonçalves, apresentou proposta de reflexão acerca dos rumos da entidade em consonância com seus objetivos e princípios. “A proposta que apresentamos pretende despertar à comunidade tradicionalista …

Continue lendo »

dez 27

A Tradição é o Presépio – Por joão Carlos Paixão Cortes

27/12/2016 Via ROGERIO BASTOS A TRADIÇÃO É O PRESÉPIO No período de festividades natalinas, que vai de 25 de dezembro a 06 de janeiro do próximo ano, festeja-se o nascimento de Cristo e a chegada dos Reis Magos junto a manjedoura, onde nasceu Jesus, após seguir a Estrela Guia que iluminou os caminhos à Belém. …

Continue lendo »

dez 24

O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL MORREU

24/12/2016 Via  Blog do Léo Ribeiro … AO NASCER A COCA-COLA Presépio com arame, num edifício na Duque de Caxias, em POA uma raridade diante das vitrines tomadas de Papais Noéis Vem aí mais um 25 de dezembro, o dia dos presentes, da gastronomia e, porque não dizer, até mesmo de uma certa hipocrisia. Poucas …

Continue lendo »

dez 22

PORQUE O MTG FUNCIONA

22/12/2016 Via: blog do Leo Ribeiro: Presidente do MTG Nairo Callegaro (D) no programa Do Litoral a FronteiraOntem pela manhã foi extinta a Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore, órgão sob tutela do Estado reconhecido por Projeto de Lei assinado em 1974 que tinha sob seus encargos, dentre outros, a pesquisa e a preservação …

Continue lendo »

dez 21

No Natal, os pacotes não ficam mais debaixo da Árvore?

24/12/2016 – Dilmar Paixão – (professor, escritor e poeta) A charge inteligente, jornalisticamente atualizada e coerente com os pacotes anunciados pelos governos federal e do estado nesta quase antevéspera natalina (ELIAS, 2016, p. 4) mostra que “o presente” jogado por cima da árvore a destruiu totalmente. Nada imaculada ou inocente, a indagação se “os pacotes …

Continue lendo »

ago 02

Bagaceirismo nas letras não é tradição dos Gaúchos do RGS

02/08/2008 Baile Gaúcho com chapéu na cabeça já é uma clara demonstração de que o surungo não é de respeito! Tradição Gaúcha Sul-brasileira não pode jamais ser confundida com maus costumes do passado, com vícios praticados em ambientes não familiares, pois estes não são representativos do acervo cultural-moral dos gaúchos sérios, respeitadores e recatados do …

Continue lendo »

ago 01

Lenço: Tradição do Rio Grande estampada no peito!

01/08/2008 Lenço Gaúcho de Pescoço: a Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense estampada no peito! O ato de cultivar é próprio da Cultura Gaúcha Sul-brasileira, assim como o é os de cultuar, transmitir e preservar a herança recebida de nossos antepassados, na concretude da Tradição. No que se refere ao lenço de pescoço do gaúcho sul-rio-grandense, este, historicamente, …

Continue lendo »

jul 31

O Rock visita o Galpão!

31/07/2008 Diante da presente notícia, nunca é demais relembrarmos que: 1) liberdade há para se criar, reler, rearranjar e modificar o que bem se entender, desde que respeitados os direitos dos demais cidadãos; 2) o “nativismo”, como movimento musical que é, jamais pode ser comparado ou equiparado ao Tradicionalismo, organizado ou não, por razões de …

Continue lendo »

jun 02

Excluídos sociais e o Gauchismo

02/06/2008 Joaquim Moncks Não tenho vida de campo. Sou o produto emocional e psicossocial do subúrbio de minha cidade natal, Pelotas, a “Princesa do Sul”. E esta cidade tem uma herança incontestável de cultura universalista. O ciclo do charque – e a conseqüente prosperidade econômica ocorrida a partir do início do século XIX – fez …

Continue lendo »