Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/chasquepampeano/public_html/Connections/Connection.php on line 18
Chasque Pampeano: Food truck de erva-mate é novidade em Porto Alegre...

Visitante Nº:
contador de visitas

  Aqui as últimas notícias do meio tradicionalista...

 

 

 

16/09/2015

Food truck de erva-mate é novidade em Porto Alegre
 
via zero hora: Tradição sobre rodas

Cliente pode escolher entre cinco tipos de erva e criar sua própria combinação para a hora do mate

Por: Camila Kosachenco 04/09/2015 - 14h08min

Foto: Omar Freitas / Agencia RBS
Era questão de tempo até que, em meio à febre dos food trucks, Porto Alegre recebesse um carrinho dedicado a uma de suas paixões mais unânimes - a erva-mate. Há três semanas, o empresário Alessandro Sanhudo da Silva inaugurou o Erva-Mate com Seu Nome: em um veículo utilitário, faz misturas de acordo com o paladar do cliente, a partir de cinco tipos diferentes da folha.
Silva pensou em abrir o negócio após o incêndio que consumiu metade do segundo piso do Mercado Público de Porto Alegre, em julho de 2013. Com a interdição do espaço, pensou em abrir um local alternativo:


- Tenho amigos e parentes que sempre compraram erva a granel no Mercado e ficaram sem opção (com a interdição). Primeiramente, queria montar uma loja, mas depois, com o mercado de food trucks crescendo, veio a ideia de vender no veículo, que pode ser itinerante.
É possível encontrar o mate truck estacionado em parques e, agora, em piquetes do Acampamento Farroupilha. O itinerário é divulgados na página do serviço no Facebook. A exclusividade, aliada à praticidade do produto final, é o grande atrativo: escolhendo entre as variedades, das mais amargas às mais suaves, com moagem da mais grossa à mais fina, quem decide as características é o consumidor. Depois de compor sua mistura, o cliente leva um cartão com as proporções exatas para que possa repetir ou alterar a receita na próxima compra.


Alessandro é otimista quanto ao futuro de seu invento. A avaliação positiva do público empolga o empresário, que investiu cerca de R$ 50 mil no veículo, em adesivagem e no material para exposição e pesagem da erva:
- A aceitação está ótima. Tenho ido à Redenção, a eventos particulares e a piquetes. Também tenho fornecido erva para que empresas ofereçam como brinde.


O veículo já possui liberação da Vigilância em Saúde de Porto Alegre e aguarda, desde março, alvará da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic).
Santa Catarina cresce, mas RS ainda é maior produtor de erva-mate no país
Tradicional por aqui, o hábito de tomar chimarrão faz do Rio Grande do Sul o maior produtor de erva-mate do Brasil. No entanto, a área plantada diminuiu ao longo dos anos e cedeu espaço a Santa Catarina, que já produz cerca de 50% da matéria-prima usada no Estado. Paraná e Mato Grosso do Sul também investem, mesmo que pouco, na cultura da ilex paraguariensis.


Fora do Brasil, os argentinos são os maiores produtores. Mas não são os maiores consumidores: os mateadores mais prolíficos são os Uruguaios, cujo consumo per capita da bebida é o maior no mundo, de acordo com o presidente do Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Rio Grande do Sul (Sindimate/RS), Gilberto Luiz Heck. O surpreendente é que, apesar de fã da bebida, o Uruguai não produz erva-mate.
- A erva-mate é o segundo produto mais exportado para o país, só perde para o petróleo. De 95% a 96% do produto consumido por lá é brasileiro - comenta Gilberto.
Espanha e Chile também compram a erva-mate gaúcha.

CHIMARRÃO:

mais curiosidades

- O sabor da erva-mate varia de acordo com a região produtora.
- Altitude, microclima e sombreamento são alguns dos fatores que interferem na matéria-prima.
- A erva colhida em lavoura tende a ser mais amarga. Ela cresce mais rápido e passa mais tempo exposta ao sol.
- Ervas nativas, que crescem à sombra natural, têm qualidade superior. Elas tendem a ser mais suaves.
- A moagem fina faz com que o sabor se perca com mais facilidade.
- Quando moída mais grossa, o aproveitamento do produto é maior e o sabor, mais intenso.

 

 


Você também pode publicar um artigo de sua autoria no Jornal Virtual Chasque Pampeano. Mande seu texto e/ou foto, Cliques aqui para enviar:CHASQUES

Volta para página inicial