Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/chasquepampeano/public_html/Connections/Connection.php on line 18
Chasque Pampeano:OVELHEIRO GAÚCHO: O CACHORRO DA TRADIÇÃO!...

Visitante Nº:
contador de visitas

  Aqui as últimas matérias do meio tradicionalista...

 

 

 

22/01/2008

OVELHEIRO GAÚCHO: O CACHORRO DA TRADIÇÃO!
 

O cachorro sempre foi um fiel companheiro dos Gaúchos Campeiros do Brasil. E a raça que mais contribui para as atividades campestres dos Sulistas Brasileiros é o Ovelheiro Gaúcho. Originária do Pampa Brasileiro, essa raça desenvolveu-se da cruza dos antigos cães da região com a raça Collie, levada para o Rio Grande do Sul por imigrantes europeus, no final do século XIX. A partir de 1950, o cachorro do gaúcho brasileiro foi cruzado com os da raça Border Collie, chegados ao Estado com os carneiros Merinos, da Austrália. Depois, no período da desvalorização do preço da lã, novamente foi cruzado com o Collie, a fim de ganhar altura e melhor trabalhar com o gado. Ao contrário do festejado Border Collie, que foi obrigado a atuar praticamente sozinho na montanhosa região fronteiriça da Inglaterra com a Escócia, inacessível ao homem montado a cavalo, o Ovelheiro Gaúcho, detendo aqueles mesmos atributos, nunca foi utilizado no Rio Grande estritamente para o pastoreio.  A Tradição Gaúcha Brasileira sempre viu peão e cachorro, juntos, irmanados em todas as lidas campeiras. Ainda que possa realizar tudo o que o Border Collie faz, a maior missão do cão do gaúcho é acompanhá-lo nas lidas de campo e em todos os demais momentos da vida rural. Se naquela região inóspita da fronteira da Inglaterra com a Escócia, o Border Collie (Collie “da Fronteira”) pastoreava ovelhas solito, no Rio Grande o peão e o seu cachorro ovelheiro foram, todo o tempo, parceiros, empurrando tropas e rebanhos juntos. No Pampa, o gaúcho sempre teve a mobilidade que o campo aberto proporciona ao homem montado, para manejar ovelhas, gado ou cavalos. Naturalmente que por ser descendente dos cães de pastoreio, o Ovelheiro Gaúcho é também utilizado para auxiliar na lida com ovinos, bovinos e eqüinos. E quando necessário ele comandará qualquer rebanho, qualquer tropa, pois além de aprender com extrema facilidade o que lhe é ensinado ele traz no sangue o instinto de cão pastoreador. Dóceis, inteligentes, ágeis, corajosos, alegres, competentes e fiéis companheiros do dono, eles são também rústicos, resistentes e apropriados para a lida bruta da campanha gaúcha. Como os seus antecessores, eles podem buscar, apartar, reunir, conduzir e proteger animais, na ajuda ao seu chefe campeiro. O peão gaúcho sul-brasileiro, portanto, mantendo as tradições do Rio Grande do sul, continuará a ter ao seu lado, de forma extremamente competente, o auxílio que há muito o seu cachorro e parceiro de lidas lhe proporciona nas suas funções campeiras. Assim, o Ovelheiro Gaúcho permanecerá sendo o fiel companheiro e o parceiro do peão sulista brasileiro; o Cachorro da Tradição dos Gaúchos Campeiros do Brasil!.

 

   

Fonte: Bombacha  Larga

 

 


Você também pode publicar um artigo de sua autoria no Jornal Virtual Chasque Pampeano. Mande seu texto e/ou foto, Cliques aqui para enviar:CHASQUES

Volta para página inicial