Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/chasquepampeano/public_html/Connections/Connection.php on line 18
Chasque Pampeano:Cristóvão Pereira de Abreu - 260 anos de sua morte...

Visitante Nº:
contador de visitas

  Aqui as últimas matérias do meio tradicionalista...

 

 

 

24/11/2015

Cristóvão Pereira de Abreu - 260 anos de sua morte
 

Em 13 de julho de 1678, em Ponte de Lima, Portugal, nasceu Cristóvão Pereira de Abreu. Este ilustre desconhecido para a maioria dos gaúchos, era um coronel das forças imperiais, a serviço do vice-rei.

Chegou no Brasil (Rio de Janeiro) aos 24 anos.  Aos 42 anos arrematou em um leilão promovido pelo Rei, o monopólio de couros do Sul do Brasil mediante o compromisso de pagar à Fazenda Real 70.000 cruzados por ano. Pelo seu dinamismo de empresário a Colônia de Sacramento se tornou o maior empório mundial do comércio e contrabando de couros no início do século XVIII, chegando a exportar 500.000 couros por ano. Estes 500 mil bois eram caçados por índios Minuanos ou comprados às estâncias jesuíticas, para aproveitamento exclusivo do couro, ficando a carne à merce dos corvos e a apodrecer no chão das vacarias.

Apaixonado pelo Rio Grande do Sul, na época sem nenhuma povoação fixa, foi um dos primeiros a estabelecer estância entre o canal de Rio Grande e Quintão. Em carta ao Padre Diogo Soares escreveu " o Rio Grande é uma das mais vistosas coisas que a natureza criou. ".

Na época a ligação entre o Sul e o Centro do país era feita exclusivamente por navios, seu sonho em integrar o Continente do Rio Grande ao restante do Brasil. Por tornou- se contratador de couros na Colônia do Sacramento,  abriu o caminho terrestre entre os pampas gaúchos e o planalto paulista, inaugurando a primeira grande estrada do Brasil continental.
Fundou a vila do Rio Grande de São Pedro em 27 de setembro de 1736.

Em seu livro, Sinval Medina escreve a primeira biografia sobre Cristóvão Pereira de Abreu nos dá visão geral da vida do cavaleiro e coronel-de-ordenanças do Exército português.  À página 431: "...parece-me justo atribuir a dom Cristóvão Pereira de Abreu o título de protofundador da capitania de São Pedro do Rio Grande do Sul. Dando o devido crédito ao brigadeiro José da Silva Paes, que nos idos de 1737, tomou posse da Terra de Ninguém em nome d'El Rei de Portugal, é de justiça reconhecer que sem a ação pretérita de nosso Cid campeador (alusão a El Cid, libertador da Espanha), a tarefa teria sido bem mais difícil, se não de todo impossível".

Cristóvão era estrategista político e militar, homem de confiança do tenente-general Gomes Freire de Andrada, a maior autoridade militar do Brasil colônia em seu tempo, depois vice-rei do Brasil; e do governador Francisco de Castro Morais para quem negociou o resgate da cidade do Rio de Janeiro tomada pelo corsário francês Du Guay Trouin. Como coronel, é o fundador das vilas do Rio Grande de São Pedro, em 1736, e de Porto Alegre, com o assentamento dos casais açorianos, origem da nossa capital, em 1752. Seu último feito pelo Rio Grande do Sul foi a demarcação de limites nas fronteiras gaúchas, serviço realizado já no ocaso de suas forças pouco antes de morrer, convocado que fora pelo general Gomes Freire. Em meio a esse episódio, opôs-se ao lendário índio Sepé Tiaraju.

 Cristóvão Pereira de Abreu foi um militar português e como sertanista é considerado o mais importante tropeiro do Brasil,  o homem que colocou o Rio Grande do Sul no mapa econômico do Brasil.

 Não se pode falar no povoamento inicial do Rio Grande do Sul sem referência à atuação do "civil" Coronel de Ordenanças Cristóvão Pereira de Abreu.

Faleceu em 22 de novembro de 1755, 260 anos atrás.

 Lamentavelmente, se você perguntar a qualquer pessoa quem foi Cristóvão Pereira, ninguém, ou poucos sabem, talvez nem mesmo muitos professores de história.

Não vemos seu nome em nenhuma rua ou praça. A ele não foi erigido nenhuma estátua, lembrando o fundador do Rio Grande    
  Colaboração :Hilton Luiz Araldi hiltonaraldi@gmail.com    PASSO FUNDO - R S

 

 


Você também pode publicar um artigo de sua autoria no Jornal Virtual Chasque Pampeano. Mande seu texto e/ou foto, Cliques aqui para enviar:CHASQUES

Volta para página inicial