Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/chasquepampeano/public_html/Connections/Connection.php on line 18
Chasque Pampeano:TERMOS REVOLUCIONÁRIOS de 1893 e 1923...

Visitante Nº:
contador de visitas

  Aqui as últimas matérias do meio tradicionalista...

 

 

 

07/05/2008

TERMOS REVOLUCIONÁRIOS de 1893 e 1923
 
 
 

1 - FEDERALISTAS,VIRA BOSTAS, GASPARISTAS, MARAGATOS OU LIBERTADORES

Eram os seguidores de Gaspar da Silveira Martins,organizados em torno do Partido Federalista.

Daí serem chamados de federalistas.opunham-se ao governo de Júlio Prates de Castilhos e,mais precisamente, à Constituição Estadual redigida por ele. Representavam o grupo (Partido Liberal) que dominou a política rio-grandense no final do segundo império. Lideraram a Revolução Federalista contra o governo do Estado.

Inicialmente foram chamados de vira-bostas, nome de um passarinho (Molothrus Bonarienses), que anda pelos currais, apreciando a companhia dos cavalos.apelido aplicado pelos republicanos aos seus adversários políticos, cuja principal arma era cavalaria.Posteriormente passaram a ser chamados de maragatos.Nome de um povo de origem berbere, que habita a serranias de Astorga e Leão na Espanha. Alguns maragatos vieram para San José, no Uruguai. Doze maragatos ou descendentes de maragatos vieram com Gomercindo Saraiva, ao invadir o Rio Grande do Sul. Os republicanos, tentaram passar a imagem de que se tratava de uma invasão de autênticos maragatos, passaram a usar o termo contra os federalistas, também chamados de gasparistas em referência a Gaspar da Silveira Martins.Como os próprios revolucionários davam às forças o nome de Exércitos Libertadores, também ficaram conhecidos como libertadores, nome que reapareceria nomeando os revolucionários de 1923.

2 – REPUBLICANOS, PICA- PAUS, CASTILHISTAS E PÉS CHATO

Os defensores do governo do Estado eram, fundamentalmente, seguidores do Partido Republicano Rio-Grandense, originado na convenção convocada pelo clube republicano de Porto alegre, em 23 de fevereiro de 1882.Com a Proclamação da república foi engrossado pela adesão dos seguidores do Partido Conservador (como é o caso da maioria dos “republicanos” passo-fundenses), adversário mortal dos federalistas. Daí vem o nome republicanos que lhes era aplicado. Para pica-paus há três versões diferentes. A primeira é de que se deve ao tipo de uniforme usado por algumas unidades oficiais, cujo quepe lembrava a cabeça daquela ave; a segunda é de seria uma forma de menosprezo à infantaria republicana, pois pica-pau é sinônimo de taquari , espingarda de pequeno calibre, com um cano só, e de carregar pela boca, usada para caçar pequenos animais e a terceira de que alguns revolucionários ingressaram no Estado, portando os seguintes dizeres em seus distintivos:

Sete meses de ausência:

Pica-paus, tenham paciência...

 

 

O termo Castilhistas é porque o Partido Republicano Rio-Grandense era capitaneado por Júlio Prates de Castilhos. Pés-chatos , recolhido por Angelo Dourado era usado pelos maragatos serranos para dar nome a seus adversários e deve-se ao tipo de calçado empregado pelas forças oficiais.

Em 1923 aconteceu nova revolução.Os antigos federalistas, com o nome de libertadores, enfrentaram os antigos pica-paus, liderados por Antônio Augusto Borges de Medeiros,que participou de ações militares em Passo Fundo, durante a Revolução Federalista. Pelo seu aspecto facial, Borges de Medeiros era chamado de Chimango (Ibyter Chimango ou Milvago Chimango), também chamado como carrapateiro por comer carrapatos no lombo dos animais e caçar pintos e outras aves de pequeno porte.

É ERRONEO APLICAR OS TERMOS CHIMANGOS AOS REVOLUCIONÁRIOS DE 1893 E DE MARAGATOS AOS OPOSICIONISTAS DE 1923.

 

Fonte: Livro Combates da Revolução Federalista em Passo Fundo-Autor Paulo Monteiro -Livraria Berthier

 


Você também pode publicar um artigo de sua autoria no Jornal Virtual Chasque Pampeano. Mande seu texto e/ou foto, Cliques aqui para enviar:CHASQUES

Volta para página inicial